Labels

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Grandes Médiuns da História - LUÍS ANTÔNIO GASPARETTO



Sem dúvida um dos mais (se não for o mais) irreverente entre os Médiuns de nossos tempos. Gasparetto ficou famoso há alguns poucos anos por ser apresentador do Programa de televisão "Encontro Marcado" da Rede TV, do Brasil. Mas Para os mais jovens, aconselho de verdade pesquisar sobre ele antes dos 40 anos de idade, época em que foi feita essa foto ao lado. A biografia dele é realmente riquíssima, principalmente na década de 1970/1980 quando fazia o programa "3ª visão" que ia ao ar nas noites de domingo pela rede bandeirantes. "Gaspa" ficou famoso por pintar retratos e pinturas mediúnicas de grandes mestres do renascimento que através da mediunidade e do corpo de Gasparetto, realizaram suas obras, mesmo depois de "mortos", aqui em nossos planos. Durante a década de 1970 viajou por todo o mundo na companhia de Elsie Dubugras mostrando os trabalhos de pintura que fazia e atribuía a personalidade de grandes artistas plásticos como: Pablo Picasso, Monet, Rembramdt, Toulousse Lau-Trec, entre alguns outros. Em minha humilde opinião, suas maiores grandes obras não foram "mediúnicas" mas sim o fato de romper com a "religião" espírita assim como com a "comunidade acadêmica de Psicologia". Filho da famosa Médium Zibía Gasparetto, não deve ter sido fácil romper com aquilo que em sua mente, se tratava de uma tradição "imutável" como fazem parecer os chamados "kardecistas", parecer o "espirítismo mesa branca" por eles praticado, mas a meu ver, parece que foi depois de "romper" com as doutrinas tanto acadêmicas como religiosas, que a vida de Gasparetto pareceu deslanchar muito mais que antes. Gasparetto tem como guia o espírito de um Negro muito simpático que atende pelo nome de Calunga e vez o outra aparece incorporado em Luís, nos programas da rádio mundial e fala diretamente com os ouvintes. Gay Orgulhosos e Assumido, Gasparetto é um Ícone neo esotérico das atuais gerações e de pessoas interessadas no desenvolvimento e compreensão da Espiritualidade. Foi Chico Xavier a pessoa que o orientou quando ele tinha apenas 13 anos de Idade, A respeito dos espíritos dos artistas plásticos que realizaríam suas obras através dele.